DEUS - ELE ME AMA





JOÃO 11 : 25Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;







Irmãos em Cristo,

Jesus te ama. Jesus ama sua vida e sua família, Jesus ama as almas, por isso ele quer resgatar todas as almas perdidas, pecadoras e escravizadas.
Jesus quer que você e sua família sejam salvos e que tenham morada no reino de Deus, por toda a eternidade.
O plano de Deus para a humanidade é a salvação das almas e sua condução ao seu reino, à Jerusalém celestial, onde os salvos habitarão na presença de nosso redentor e salvador Jesus Cristo, onde não haverá templos, pois a luz de Deus brilhará pela sua presença naquele lugar.
As pessoas só pensam no dia de hoje, só querem ser felizes e realizadas, ter seus sonhos de consumo atendidos, mergulham nas futilidades, no vazio das riquezas e propriedades materiais, nas preocupações excessivas e infundadas com relação à sua vida terrena, dedicam-se à adoração de ídolos, tanto de carne e osso como a ídolos mortos feitos pela mão do homem.
Viram as costas para Deus e só se lembram dele nos momentos de aperto, de sofrimento ou na doença incurável.
Mesmo com tudo isso, Deus continua te amando e amando a todas as suas criaturas.

O amor de Deus não tem fim, é infinitamente imensurável. 
Deus nos deixou as sagradas escrituras para nos guiar na vitória sobre a morte e nos livrar da destruição de nossa alma nas mãos do inimigo, do demônio. Ele nos alerta, nos ensina que o diabo é astuto e ardiloso, que vive de rondar a terra, sempre a matar, roubar e destruir.

O inimigo mata nossa fé, nossos sonhos, nossa liberdade, nossa saúde espiritual, nossa esperança e nossa motivação para viver e lutar. Ele rouba nossa coragem, nossa saúde, nossa lucidez, nossa alma. Ele destrói o homem e a obra de Deus. Ele destrói o que temos, o que somos e o que amamos. Ele destrói famílias, casamentos, e o amor.

Porém, Jesus Cristo é nosso defensor, nosso redentor e salvador. Arrependimento pessoal e  fé em Cristo  são necessários para ir para o céu. 

JOÃO  11 : 26E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

O Espírito Santo permanece ao nosso lado e os anjos do Senhor acampam ao redor daquele que tem amor e temor a Deus, no nome de seu filho unigênito Jesus Cristo.
Basta se consagrar a Jesus Cristo e sua alma não perecerá.

LUCAS 12 : 8E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus.
LUCAS 12 : 9Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus.
Sendo cristãos, devemos viver como nos ensina nosso mestre eterno Jesus Cristo, ou seja, imitando-o no amor, no perdão, na caridade e na firmeza de posição ao rejeitar o pecado e as falsas doutrinas dos homens e dos falsos profetas, aqueles que Jesus cita como lobos em pele de cordeiro, que viriam desviar os crentes do caminho da verdade.

Jesus Cristo continua fazendo sinais e maravilhas nos dias de hoje, como o fez na antiguidade.
Ele se preocupa tanto com a perdição que está dominando a humanidade, os desvios de conduta, os caminhos de destruição que ela está trilhando, que recentemente usou de uma mulher crente, coreana, mostrando a ela como é o tormento das almas que vão para o inferno
e ordenando que ela usasse de seus conhecimentos em pintura a fim de retratar o cenário e o sofrimento que presenciou ali.
Para, também, relembrar a todos que só existem dois caminhos possíveis para a alma do ser humano após a morte: o céu ou o inferno.
Para os arrependidos e convertidos em Cristo,
APOCALIPSE 21 : 7Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

Para os pecadores de dura cerviz, que não se arrependem, mas permanecem cegos para Cristo,
APOCALIPSE 21 : 8Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

Está claro, sem qualquer dúvida. Quem pode ir contra a Palavra de Deus?




video



Muitos podem não crer que a referida crente esteve no inferno em carne e osso, mas devemos afirmar que o Espírito Santo deu-lhe a visão daquele lugar de tormento eterno, isso devemos respeitar e crer. Se isso aconteceu, é porque Deus está testemunhando o crescimento do poder e da dominação do diabo, está presenciando sua igreja enfraquecida, dividida, perdida em mil teologias contraditórias. O " ide e pregai a Palavra" não está conseguido fazer frente às hostes do inimigo, à força destruidora do diabo nestes últimos dias. 
O inimigo tem tantos aficionados, que se levantam ímpios contestando o testemunho da irmã, querendo desacreditá-la, esquecendo-se estes, que estão contestando um ato da misericórdia de nosso eterno mestre Jesus Cristo.

Jesus sentiu pena da humanidade, uma vez mais, e nos alerta para a realidade vindoura.
Que nos sirva de alerta, que sirva como um sinal de que Jesus Cristo continua vigilante, em amor pelas criaturas de Deus. Que Ele precisa que todos nós, cristãos, continuemos firmes na fé e na evangelização das almas pecadoras. Que façamos como nos ensina Paulo, vamos vestir a armadura de Deus e lutar com todas as forças. Sem fraquejar, independentemente do poder do inimigo. 
Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Jesus Cristo deu a João a visão da eterna Jerusalém celestial bem como lhe revelou quais seriam escolhidos para ali habitar eternamente, vejamos:

APOCALIPSE
21 : 22E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.
21 : 23E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada.
21 : 24E as nações dos salvos andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória e honra.
21 : 25E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite.
21 : 26E a ela trarão a glória e honra das nações.
21 : 27E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.

O último versículo nos diz claramente, só entrará no reino de Deus, os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro, que é nosso mestre eterno Jesus Cristo.

Amém.

Não se deixe enganar pelos falsos profetas nem pelas falsas doutrinas, só Jesus Cristo cura, liberta, regenera, transforma, capacita, perdoa os pecados e leva para o céu.

Paz e vitória a todos, no nome de Jesus Cristo.
Aleluias.


Missionário Virtual Geraldo de Deus                              2014 julho, 28
Continuar Lendo

DICAS DE MANUTENÇÃO DE IMPRESSORAS MULTIMARCAS






Estarei postando dicas sobre manutenção e reparos em impressoras e  micro computadores, para auxiliar aqueles que precisem de alguma orientação.
Trabalho no ramo há bastante tempo e pretendo usar minha experiencia adquirida ao longo dos anos para auxiliar aos interessados.
contatos para sanar dúvidas: Email cartuchos_mil.romes@hotmail (Inicie a mensagem como sos reparos).

IMPRESSORAS E MULTIFUNCIONAIS INK JET

As mais utilizadas nos lares e em pequenas empresas são da marca HP.
Os cartuchos são recarregáveis e quando se utiliza boa tinta, imprimem com a mesma qualidade de um novo. Tem também os compativeis, de preço mais acessível que os originais, que são mais caros.
Quando seu cartucho começar a falhar, providencie a troca ou recarga. Não espere esgotar toda a tinta não. Se vc imprimir com o cartucho falhando ou sem tinta, pode queimar os circuitos, o que tornará o cartucho impróprio para uso, tendo que ser substituido obrigatoriamente.
Algumas impressoras não aceitam cartuchos recarregados, não os reconhecendo após este procedimento. Existe forma de sanar este problema, através do reset físico na impressora. 90% delas passam a trabalhar com cartuchos recarregados (remanufaturados) ou compatíveis após o reset físico ser feito.
Abaixo alguns resets de algumas impressoras :

 HP
O Reset significa uma redefinição elétrica da impressora para as configurações originais de fábrica.
Funciona do mesmo modo que um reset na BIOS.
Restaura as configurações iniciais do produto.
 Não é garantido, mas faz  com que impressoras voltem a responder quando travam na letra E (de erro fatal) na tela ou piscam e não funcionam ou mesmo não reconhecem cartuchos.
 O reset bem feito  não danifica a impressora, se mal feito pode
Tornar a máquina inoperante.
Siga as instruções corretamente, sabendo que a responsabilidade pela operação é somente sua.

MODELOS HP E RESET + TESTE DE AVALIAÇÃO:

Photosmart  C4 2 8 0 e C4 4 8 0
Reset: Retire o cabo de energia de trás da impressora. Com o cabo desconectado, você deve apertar e segurar "Cancelar +
Cópia Colorida", reconectar o cabo e soltar os botões. Logo em seguida aparecerá uma mensagem para selecionar o idioma,
selecione o idioma desejado. Após isso aparecerá uma outra mensagem pedindo para imprimir a página de alinhamento,
imprima a página e a alinhe colocando a folha no scaner para finalizar.
Teste físico: Com a impressora ligada e com papel na bandeja pressione: "Cancelar + Cópia colorida", a página de autoteste
será impressa.

P hotosmart C4 6 8 0 e C4 7 8 0
Reset: Clique em Ok no painel 4 vezes consecutivas (o botão estará apagado), então selecione Support Menu, dê Ok para
confirmar, procure pela opção Resets Menu, e dê Ok novamente. Na lista escolha a opção Semi Full Reset e confirme
apertando Ok. A impressora irá começar o processo de reset que dura alguns minutos e quando finalizar voltará a tela inicial.
Teste físico: Também em Support Menu escolha Reports Menu, dê Ok e selecione a opção Printer Status Report e então uma
página de autoteste será impressa.

P hotosmart C3 1 8 0 (Experimental)
Reset: Com a impressora ligada aperte e segure os botões Cancelar + Tamanho do papel e então desconecte o cabo de força
e o cabo USB. Aguarde 30 segundos e ainda com eles ainda pressionados recoloque somente o cabo de força. Espere acender os 3 leds de qualidade do papel e então solte os botões, após alguns segundos a tecla power ficará piscando. Pressione-a e o  led Photosmart Express irá acender, após alguns segundos a impressora irá desligar. Aperte o botão Power para ligar, elas darão algumas piscadas, e após alguns segundos desligará novamente. Tente ligar mais uma vez. Agora a página de alinhamento será impressa, então conecte o cabo USB, digitalize a folha de teste no scanner e o processo será finalizado.

P SC 1 2 1 0 , PSC 1 3 1 5 , PSC 1 3 5 0 , PSC 1 4 1 0 e PSC 1 5 1 0
Reset: Mantenha pressionado o Botão Cancelar + Tipo de Papel (Papel Comum), desconecte o cabo de energia com
os botões ainda pressionados, conecte o cabo e solte os botões quando o equipamento acender os leds do painel.
Teste físico: Com a impressora ligada e com papel na bandeja, pressione: "Cancelar + Cópia colorida" e a página de autoteste
será impressa.

Deskjet  F 3 8 0
Reset: Aperte os botões Cancelar + Papel Comum e com eles pressionados retire o cabo de energia de trás da impressora.
Ainda segurando espere cerca de 2 ou 3 segundos e ligue-a novamente para finalizar o processo.

Deskjet  F 4 1 8 0  e   F 4 2 8 0
Reset: Retire o cabo de energia de trás da impressora. Com o cabo desconectado, aperte e segure "Cancelar + Tipo de Papel"
ou "Liga/desliga + Cancelar", pressionando esses dois botões reconecte o cabo de energia. Como não há visor neste
modelo, ela não vai pedir para selecionar o idioma. Já em relação ao alinhamento, quando a página for impressa, coloque no
vidro do escâner e com o cabo USB desconectado, aperte o botão digitalizar, o led do power piscará por algum tempo, logo
após o alinhamento estará completo.
Teste físico: Com a impressora ligada e com papel na bandeja pressione: "Cancelar + Cópia colorida", a página de autoteste
será impressa.

Deskjet  F 4 4 8 0  e  F 4 5 8 0
Teste físico: Pressione os botões Tipo de papel + Redimensionar para caber juntos e após alguns segundos solte-os ao
mesmo tempo, então o relatório de autoteste será impresso.
No painel de controle, mantenha pressionados os botões Tipo de papel e Redimensionar para caber, ao mesmo tempo.

Deskjet  D1 4 6 0 ,  D1 6 6 0 ,  D2 4 6 0  e  série  3 0 0 0
Reset: Desconecte o cabo de energia, cabo USB e os cartuchos. Logo após isso pressione o botão do power por 1 minuto e
então reconecte tudo de volta.
Teste físico: Aperte e segure o botão power e com ele pressionado, levante e abaixe a tampa 4 vezes. Para ficar mais fácil
use uma caneta para apertar o botão do power.

Testes internos de impressão de toda a linha Deskjet
L inha O fficejet
Reset: Tanto os modelos da linha Officejet quanto as outras impressoras da HP com teclado numérico têm o mesmo reset.
Primeiramente retire o cabo de energia de trás da impressora. Com o cabo desconectado, aperte e segure "9 + #"
 e reconecte o cabo de energia sem soltar os botões.  Aguarde uns 10 segundos e aí solte os botões, então
aparecerá uma mensagem para selecionar o país, selecione o idioma desejado. Em seguida aparecerá uma mensagem pedindo para imprimir a página de alinhamento, imprima a página e a alinhe no SCANNER. O  reset  pode ainda ser feito pela opção disponível no menu de alguns modelos.
Teste físico: O teste físico das impressoras Officejet é "Configurar > 2 > 4 > OK". Isso pode variar em alguns modelos, basta
procurar no menu Configurar pela opção de Relatórios de Impressão.



O fficejet   P ro 8 0 0 0
Teste físico: Mantenha o botão Cancelar (x0 pressionado por 3 segundos e uma página de autoteste será impressa.
O fficejet P ro K 5 4 0 0 e K 8 6 0 0
Reset: Retire os cartuchos do equipamento, desconecte o cabo de energia e aguarde 2 minutos,. Então conecte o cabo de
energia novamente e coloque os cartuchos, assim que a impressora ligar o power ficará piscando, aguarde até que ele pare de
piscar.
Teste F ísico: Mantenha o botão Liga/Desliga pressionado, pressione o botão Cancelar, solte os dois botões quando for
iniciada a impressão.

Por enquanto é só. Continuarei em outros posts

Informações  e.mail cartuchos_mil.romes@hotmail.com



Geraldo de Deus                             2014 julho, 25
Continuar Lendo

VIOLÊNCIA





Salmos - 11:5
O SENHOR prova o justo; porém ao ímpio e

 ao que ama a violência odeia a sua alma.






Caríssimos,

Que a paz de Cristo esteja com todos vós, agora e sempre.

Nosso Deus, o Todo Poderoso e Onipotente criador de todo o universo material e do espiritual, quando da criação do ser humano, conforme está em Gênesis, usou de suas próprias mãos benditas para dar forma ao homem. E o fez à sua imagem e à sua semelhança.
Depois de formar o homem com o pó da terra e água, Deus assoprou em suas narinas e o protótipo ganhou vida, tornou-se uma ALMA vivente.
Pelo pouco que a bíblia nos traz, o primeiro homem, Adão, era manso, zeloso, inteligente e inocente, sem malícia nem maldade.
De lá para cá, geração após geração, os seres humanos foram se tornando um "espinho no espírito de Deus", para parafrasear Paulo que nos fala do espinho na carne que tanto o incomodava.
Os seres criados à imagem e semelhança de Deus se distanciaram dele, dia após dia, por tantos séculos. Tornaram-se desobedientes e desrespeitosos, sem temor nem amor.
Deus deu o planeta para o homem cuidar, com tudo o que criou, mas suas criaturas só fazem destruir, deturpar, corromper, aniquilar.
O homem tornou-se belicoso, fez da guerra um deus poderoso, uma forma de dominação. Usaram até o nome de Deus para se matarem uns aos outros, (cruzadas) e para torturar os menos favorecidos (santa inquisição).
Deus deu ao homem a sua semelhança no que se refere a criar, a transformar os elementos (gases, minérios, animais, plantas) dando origem a outras coisas.
No entanto, enquanto um inventa algo para melhorar a vida dos demais, outros usam desta invenção para tomar o poder, para dominar os seus semelhantes.
Alberto Santos Dumont, brasileiro, mineiro, filho de fazendeiro, dedicou sua vida para inventar uma geringonça que, mesmo sendo mais pesada que o ar, pudesse dar ao homem a capacidade de voar. Outros também fizeram o mesmo, sendo que os irmãos  Wright trabalharam no mesmo objetivo na mesma época. 
("A) Santos Dumont, em 23 de outubro de 1906, pilotando o 14-Bis, aeronave por ele projetada, decolou por propulsão própria no Campo de Bagatelle em Paris e voou por 60 metros a uma altura de quase de 3 metros, sendo o feito observado por diversas testemunhas, sendo inclusive registrado em filme."; 

"B) Orville Wright e Wilbur Wright eram dois fabricantes de bicicletas dos Estados Unidos que construíram a aeronave Flyer, uma máquina de 300 quilos e motor de 12 cavalos. Em 17 de dezembro de 1903, os irmãos norte-americanos afirmaram ter voado por 260 metros com sua invenção em uma praia do Estado da Carolina do Norte, nos EUA, não levantando voo por propulsão
 própria, uma vez que não possuía rodas, mas sendo lançado ao ar do alto de uma colina. No entanto, não há testemunhas que comprovem esse feito, sendo ele comunicado à imprensa e ao governo locais apenas por um telegrama.").
Não importa se foi um brasileiro ou dois americanos que inventaram a máquina voadora que revolucionou os meios de transporte desde então.  Todos eles buscavam o bem da humanidade, mas logo em seguida, os donos do poder na época, durante a primeira guerra mundial, utilizaram a invenção para jogar bombas em cima de pessoas muitas vezes inocentes e desavisadas. Usaram a invenção para fins criminosos, para dominação e extermínio.
Assim tem sido com todas as criações do homem. Um cria, os outros se apoderam e transformam a criação em arma ou forma de dominação.
Não vou aqui nem tocar nos detalhes da bomba atômica ou das armas químicas. São forças de extermínio imensurável.
A humanidade hoje é refém de governos que usam a tecnologia da divisão do núcleo dos átomos como potencial de destruição da vida no planeta. Uma guerra atômica causaria destruição e caos que perduraria por muitos séculos, empesteando a atmosfera, a fauna, a flora e os seres humanos.
Mas, se recuarmos no tempo, descobriremos que o homem começou a utilizar armas que o tornava mais forte que os outros, desde a era da pedra lascada. Usavam pontas de pedra para fazer machadinhas, lanças e flechas. E guerreavam entre si, matando-se uns aos outros. Com a conquista do fogo e dos metais (fundir minério de ferro para fazer armas, o mesmo com o bronze, etc), o poder destrutivo cresceu. Séculos depois, com a descoberta da pólvora e a criação das armas de fogo (pistolas, garruchas, rifles, espingardas, escopetas...) a matança dos semelhantes cresceu assustadoramente. Mas não parou por aí. Inventaram as armas automáticas, que dão muitos tiros seguidamente e as metralhadoras que cospem centenas de projéteis mortais por minuto. Já se instala aí o caos. 



E não pára por aí não, estão sempre inventando armas mais poderosas, armas com potencial para atirar um projétil que atravessa uma parede maciça, imaginem o potencial de destruição do  perigoso rifle Sniper, podendo atualmente efetuar disparos em que o projétil ultrapassa a velocidade do som. 

Tais armas são assustadoras para nós seres humanos pacíficos, mas quando caem nas mãos de ditadores ou de bandidos, é só destruição.
Existem ainda os tanques de guerra, os navios torpedeiros, os aviões caça, etc.

A indústria bélica trabalha para aumentar a eficiência na arte de matar. Matar seres humanos. Eles trabalham todos os dias, (durante anos e anos), com o único objetivo de matar mais pessoas, com mais eficiência e com maior rapidez.
É algo no mínimo obsceno.
Mas é legal. É lícito. Está dentro das leis dos homens. Indústrias enormes que dedicam-se a criar armas letais. E as vendem a qualquer um que tenha dinheiro para comprar.
É algo no mínimo vergonhoso e que foge ao bom senso.

Então, o que podemos concluir, é aquilo que Paulo nos ensina:


1 Coríntios (1CO)

10 : 23Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.

Nem tudo o que é legal (lícito), é bom ou construtivo.
Tem tanta coisa lícita que só destrói. Vejamos, bebidas alcoólicas, barbitúricos, cigarros industrializados, leite pasteurizado ( A pasteurização transforma o leite em um alimento morto, inútil e de difícil digestão; em seu estado natural (ou seja, cru), o leite é considerado como o alimento mais perfeito da natureza, pois contém quase todas as substâncias essenciais para a nutrição humana...), carros ou quaisquer veículos que soltam gás carbônico na atmosfera pelos seus escapamentos, indústrias com enormes chaminés que poluem os céus e o ar, ... e muito mais.
Por isso, devemos entender que o homem não coloca freios em sua ambição de riqueza e poder.
O chamado PROGRESSO da humanidade é uma história muito triste e ridícula de rapinagem contra o meio ambiente. O homem retira da natureza tudo o que pode, independentemente do mal que pode causar aos ecossistemas e a si mesmo. 
Só visam o lucro, o acúmulo de riqueza e poder.

Conclui-se então que o homem se afastou da determinação de Deus, que mandou que  cuidasse de todas as coisas criadas por Ele. O homem só fez destruir e destruir.

Porém, esta ambição desmedida é uma espada de dois gumes que está
 penetrando no coração da vida humana e na do planeta terra.
Além do caos na natureza, na qualidade do ar, da água e da temperatura da terra, o desequilíbrio criado com o acúmulo de riquezas, que faz alguns continentes e alguns países riquíssimos, causou também o empobrecimento (miséria mesmo), de outros continentes e de outros países.
Dentro dos países, os próprios habitantes sofrem este tipo de situação: A riqueza e a pobreza convivendo lado a lado.

Em países ditos do terceiro mundo, (incluindo aí os "emergentes" como o Brasil, por exemplo),  a estratificação das camadas sociais torna insuportável a convivência pacífica entre ricos e pobres.
Cito aqui o caso da lindíssima ilha de Guarujá, no litoral de São Paulo, onde existem condomínios de milionários e bilionários lado a lado com favelas dominadas por traficantes. Não estou discriminando Guarujá não, é um lugar muito lindo e agradável, mas que em função de seu poder turístico, coloca à vista de todos a discrepância entre os poucos bilionários e a enorme massa miserável de trabalhadores que vivem em favelas sem nem ao menos saneamento básico ou segurança para si e seus filhos.
O fato não se restringe somente a esta localidade. Por todo o Brasil, em todas as cidades, observamos as poucas casas de luxo nos bairros de classe média alta ou classe alta, rodeadas de barracos e casas sem acabamento externo, só com laje, sem telhado, sem reboco, sem pintura dos bairros pobres e de enormes favelas com barracos até mesmo de madeira e telhas de amianto. 
Uma visão aérea das cidades brasileiras causa consternação a um cristão caridoso e amoroso. É muita desigualdade.
Quem criou esta situação tão discrepante, onde poucos têm tudo em excesso e o resto (as multidões) não têm nem o básico para se alimentarem ou proteger a família das intempéries? 
Quem criou a riqueza e a pobreza extrema?
Foi Deus quem criou esta situação?
Não. 
Foi o homem e sua ambição, seu egoísmo, sua ganância quem criou este cenário caótico.

Depois, ficam se perguntando porque o mundo está tão violento.
O homem deturpou a criação de Deus, o homem violou por séculos e séculos as leis de Deus. 
O homem inventou este "Progresso" que na verdade só destrói a si mesmo, aos seus semelhantes e a tudo o que Deus criou em perfeição. 
Essa falsa modernidade, esta vida fictícia, estes valores deturpados, o consumismo exacerbado, a valorização do supérfluo, a ganância dominadora das corporações internacionais... tudo isso só gera caos e violência entre as pessoas.
As sagradas escrituras nos ensinam que  "O temor de Deus é o princípio da sabedoria".
Os intelectuais, os grandes pensadores e formadores de opinião, os educadores, os cientistas e os governantes em geral, fazem questão de destruir este princípio.
As crianças de hoje não respeitam pais, nem mães, nem avôs, nem avós, nem vizinhos, nem ninguém, muito menos a Deus. Porque são instruídos a serem rebeldes às leis de Deus. Aprendem na escola que o homem descende do macaco, que quem criou o mundo e o universo não foi ninguém, mas aconteceu uma explosão, ao acaso (big bang) que criou tudo de MATERIAL que vemos...
São levados a usar bebidas alcoolicas, usar drogas, fazer sexo prematuramente, se envolverem com pessoas de mesmo sexo... dizem que tudo é normal, que são modernos...
Não respeitam os homens nem Deus. 
Onde a humanidade vai chegar, criando seus filhos de forma tão errada?

Quem não teme a Deus não tem amor ao seu próximo.
Para um menor contraventor não existe lei (no Brasil) que o coloque encarcerado. Podem matar, roubar, estuprar, se drogar... ninguém pode corrigi-los, nem os pais, que se os agredir vão para a cadeia, nem o policial, que se os agredir perdem a farda, nem ninguém.
É o caos legalizado, é o descontrole legalizado e aprovado no congresso nacional.
Quem foi o autor de tais leis? Não merecia ser julgado por tanto mal que tem causado aos jovens do Brasil? Será que o intuito foi mesmo desmoralizar a sociedade brasileira? Foi destruir a família, que sempre foi o pilar do estado de direito? 
Parece que foi o coroamento da incompetência institucionalizada o descaso como tratam os pais (pais e mães) e supervalorizam os filhos. Aos filhos todos os direitos e poderes. Aos pais, só a contemplação e a inatividade.  A tutela dos filhos pertence ao estado, não aos pais. Os pais geram os filhos, e o governo toma para si a tutela deles, tirando a autoridade dos pais sobre estes. 

PROVÉRBIOS 22 : 6Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.

Um filho criado com severidade vai ser um pai de família responsável e severo com sua posteridade. Um homem fiel à sua companheira e esposa. Como está na lei de Deus. Honesto, trabalhador.

Um filho criado sem lei, sem limites, que tem os pais e a sociedade como reféns, o que vai ser? Um bandido? Um drogado? um bêbado, um vagabundo?

Os governantes e os legisladores do Brasil devem repensar a forma como estão destruindo a família brasileira.  A família é a coluna que sustenta o sistema institucionalizado.
Um país com famílias fragilizadas, será uma nação da desordem.  Criam leis demais, legislam matérias que são vitais de forma surreal, ilógica.

A violência começa hoje dentro dos lares, onde os pais não podem corrigir os filhos, que se tornam rebeldes.
A violência continua nas escolas públicas, onde os professores não têm autoridade sobre os alunos.
A violência começa hoje nas leis que nos governam.

Um garoto rebelde e sem lei, sem restrições ou valores humanos em sua bagagem, vai correr o risco de se envolver com pessoas erradas, com grupos criminosos, e se tornar um menor infrator. Depois, um bandido perigoso.

Por tudo isso, no Brasil hoje temos mais necessidade de construir mais e mais penitenciárias de segurança máxima.

Estamos alimentando o sistema que gera violência com nossas crianças. 
Até quando?

_____________________________________________________________________
Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

Operações Policiais : Em 48 horas, operação prende 42 na região de Mogi das Cruzes
16/07/2014 20:20:00 (43 leituras)
Policiais civis da Seccional de Mogi das Cruzes detiveram 35 traficantes e sete procurados da Justiça durante as 48 horas da Operação Tolerância Zero, deflagrada na segunda-feira (14). Dos 42 presos, cinco são menores de idade.
A última prisão foi realizada no início da noite desta quarta (16), em Itaquaquecetuba. F.P.S.S. foi flagrado com 16,5 kg de maconha; 1,5 kg de cocaína; 0,5 kg de crack; 60 frascos de lança-perfume; 1 fuzil calibre 762; e munições. F. foi encaminhado para a Delegacia de Itaquaquecetuba, onde está sendo registrado o flagrante.
A operação também apreendeu 1.390 embalagens de cocaína, maconha e crack prontas para a venda.
As prisões foram realizadas em Mogi das Cruzes e em cidades próximas, como Itaquaquecetuba, Poá e Suzano. Durante a busca pelos traficantes foram identificados procurados pela Justiça, que também foram detidos.
Os presos estão nas cadeias de Mogi das Cruzes e Suzano e serão encaminhados para os CDPs das duas cidades. 
Os menores de idade serão encaminhados para a Fundação Casa.
Foram empregados em toda a ação 130 policiais civis e 70 viaturas. A investigação que resultou na Operação Tolerância Zero durou 60 dias até que fosse possível realizar todos os flagrantes.
A operação teve o apoio do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro).


*** Menores sendo usados para o crime, é frustrante.________________________________________________________________________

Tráfico de Drogas

O tráfico de drogas no Rio está ligado diretamente às três maiores facções criminosas da cidade: Comando Vermelho, Terceiro Comando e Amigos dos Amigos.
Tudo indica que o tráfico começou mesmo no Rio nos anos 1980, quando alguns moradores de favelapassaram a vender cocaína. Como num passe de mágica, aqueles que eram pobres tornaram-se ricos e poderosos. A rotina do tráfico de drogas tornou-se comum ao longo dos anos. Mais e mais pessoas foram atraídas pelos benefícios associados a ele, como dinheiro, poder e reconhecimento. Hoje, a insegurança e o medo fazem com que as pessoas ligadas ao tráfico praticamente não saiam da favela. Elas sabem que o caminho do comércio ilegal de drogas geralmente leva à prisão ou à morte.
A vida no tráfico é um ciclo vicioso. A falta de oportunidade, somada à chance de ganhar dinheiro, resulta muitas vezes na entrada em uma facção criminosa. A atração começa já na infância, quando as crianças ficam seduzidas pelas motos, dinheiro e pelas namoradas dos traficantes.
Muitas crianças entram no mundo do tráfico sem nem mesmo notar. Envolvem-se com pessoas ligadas ao crime, levam recados dentro das favelas e acabam virando o que os traficantes chamam de “aviõezinhos”. É o primeiro posto na hierarquia do tráfico. Uma vez dentro do ciclo do tráfico, fica difícil sair. O tráfico de drogas gera uma dependência parecida com a do uso de drogas. O poder, o reconhecimento, as informações privilegiadas, a hierarquia, as regras e o medo da morte são características difíceis de deixar.
Muitas crianças crescem nesse meio até se tornarem adolescentes. Em qualquer classe social a adolescência é uma fase complicada. É uma época de construção de identidade, quando se começa a aprender quem se é. Para um adolescente de classe baixa, que vive em uma sociedade racista e elitista, tudo fica mais difícil. Ele se sente ignorado, invisível e muitas vezes rejeitado. O tráfico acaba preenchendo essa lacuna. Valoriza esses jovens, coloca-os num grupo onde são notados e respeitados. O adolescente se torna protagonista, produz reações nas pessoas, se torna alguém visível. Para muitos, a entrada no mundo do tráfico é uma tentativa desesperada de construir uma identidade.
Esses jovens convivem com a realidade do tráfico e aprendem as regras dentro deste sistema. Depois de “aviõezinhos”, crescem e assumem novas posições, viram “fogueteiros”. Ficam no alto da favela e disparam fogos quando avistam a polícia, são olheiros para o tráfico.
O próximo passo é trabalhar dentro da boca de fumo (lugar onde a droga é vendida) e virar ajudante do gerente. Assim, eles vivenciam o dia-a-dia do tráfico, ganham bastante dinheiro e começam a ser respeitados dentro do grupo. Quando o chefe da boca é morto, um desses meninos assume a venda das drogas e fica completamente envolvido no tráfico. Mas muitos não chegam a ser gerente de boca, pois antes disso morrem em confrontos com a polícia ou com facções rivais. Se eles conseguem escapar dos tiroteios, algumas vezes acabam mortos em disputas dentro da própria quadrilha.
A rede de hierarquia é muito respeitada dentro do tráfico. São regras feitas dentro da rotina, que não precisam ser escritas para serem obedecidas. O dono do ponto é o grande chefe e controla toda uma rede de “funcionários”, cada um com suas responsabilidades. Todos sabem que as regras precisam ser cumpridas, para não gerar conseqüências como expulsões ou execuções.
Na ausência de governo, a facção é o maior poder dentro das favelas. Cabe a ela não só resolver disputas e punir crimes, mas também providenciar as necessidades da vida cotidiana, como promover o baile funk e construir benfeitorias. A facção seduz a população para dentro do tráfico, oferece favores à comunidade. Os moradores acabam recorrendo aos traficantes para ajudar a solucionar problemas graves.
Hoje o dinheiro ganho no tráfico é menor do que antigamente. A insegurança das favelas, as guerras entre facções rivais e as propinas que precisam ser pagas a policiais corruptos diminuíram o lucro dos traficantes.
Um estudo feito pela Secretaria de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro em dezembro de 2008 estimou que o tráfico no Rio (maconha, cocaína e crack) fatura entre 316 e 633 milhões de reais por ano, mas lucra em torno de 130 milhões. Entre os altos custos dos traficantes, estão o de logística de fornecimento, de autoproteção e das perdas decorrentes das apreensões policiais. Estima-se que há gastos de entre 121 e 218 milhões de reais por ano com a reposição de armas e a compra de produtos.
Com o passar do tempo o tráfico também se tornou mais perigoso. As facções criminosas hoje possuem um grande armamento. Elas estão cada vez mais violentas, e a rivalidade entre elas vem ocasionando guerras constantes. A luta pelo poder e o domínio do território tem feito muitas vítimas em um cenário de horror que apavora os moradores.
A população da comunidade vive com medo da violência, das normas de poder impostas, das balas perdidas e dos tiroteios constantes. As regras do tráfico fazem com que os moradores mudem sua rotina. São regras essenciais para a sobrevivência nas comunidades comandadas por facções criminosas.
***É de doer o coração, ver como o sistema de governo do Brasil joga as crianças nas mãos do criminosos. ______________________________________________________________________


Irmãos em Cristo,

Devemos meditar na situação que estamos criando para nossos filhos e as gerações futuras. Tem que haver um basta na violência.

Isso não se consegue comprando mais armas e mais carros de polícia, nem inchando os batalhões com mais policiais não.

Temos que mudar nossa cultura.

Uma criança criada na lei de Deus, no nome de Jesus Cristo, será um homem de valor, um homem de bem, bom pai e bom marido, temente ao Deus vivo.

Só que quando mandamos nossas crianças para as escolas, elas perdem sua pureza cristã, são ensinada conforme os ímpios, os ateus, os amantes do pecado, da idolatria, das abominações.  Elas ficam confusas entre dois mundos: Em casa, temor a Deus, fora de casa a licenciosidade, os palavrões, os vícios, e todo tipo de desvios da boa conduta.
Meditemos sobre isso, oremos para que Deus nos mostre o caminho para mudar esta situação caótica.
Estamos vivendo tempos de Sodoma e Gomorra.
Oh, Jesus, volte breve, Senhor.


Vigiai e Orai.  Leia a bíblia e alimente seu espírito com a unção de Deus.


Missionário Virtual  Geraldo de Deus            2014, julho 25
Continuar Lendo