IGREJA PRIMITIVA - IMITANDO A


Mateus (MT)

7 : 21Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

7 : 22Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
7 : 23E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
7 : 24Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;


Amados em Cristo,

Quando estudamos o proceder da igreja primitiva, desejamos alcançar seu grau de envolvimento e dedicação ao reino de Deus e à salvação das Almas. Almejamos também a união solidária entre todos os crentes.  Entendemos que devemos tomá-la como exemplo a ser seguido.
Apesar da perseguição implacável existente por parte dos donos da Lei de Deus (Escribas, fariseus e os príncipes das sinagogas) e dos governantes das nações onde se anunciava o evangelho, os apóstolos pregavam a Palavra, baseando-se no que Jesus Cristo lhes passou como  ensinamento, cheios do  Espírito Santo, mas desprezando toda forma de  ritos de adoração e sacramentos ou sincretismo religioso existentes e de uso corrente.
O Dogma da igreja primitiva era simplesmente  Jesus Cristo e a Palavra (os ensinamentos) deixados por ele e testemunhados pelos apóstolos.

O que seria Dogma? Vejamos suas definições:
 Um dogma(do grego δόγμα, plural δόγματα) no campo religioso é uma verdade divina, revelada e acatada pelos fiéis, no catolicismo os dogmas surgem das Escrituras e da autoridade da Igreja Católica; no campo filosófico, é uma crença/doutrina imposta, que não admite contestação.O termo dogma está ligado à ideologia, ou conjunto de princípios que servem de base à um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.São verdades absolutas que não permitem a discussão. São um conjunto lógico, sitemático de representações (idéias, valores) e de normas ou regras (de conduta) Indicam ou prescrevem aos membros da sociedade o que devem pensar e como devem pensar, o que devem valorizar e como devem valorizar, o que devem sentir, fazer e como.
possue caráter prescritivo, normativo, regulador, cuja função é dar aos membros de uma sociedade dividida em classes uma explicação racional para as diferenças sociais, políticas e culturais. 

A missão dos apóstolos era clara: Ganhar almas para o reino de Deus.

Batizavam nas águas, impunham as mãos e batizavam no Espírito Santo, ensinavam o amor, o perdão e a esperança nas promessas de Salvação Eterna.
Repreender toda forma de idolatria fazia parte do ensinamento dos apóstolos e seus discípulos. Jamais aprovaram o uso de amuletos ou qualquer associação de Jesus com deuses pagãos.
Seus esforços eram no sentindo de exaltar as promessas de Cristo e o Reino de Deus:
 Jesus veio para livrar-nos da escravidão de satanás  e desse mundo, por isso ele veio. 
Ele não veio somente para nos levar para o céu ou para sermos perdoados.
 Ele veio para libertar-nos do jugo do príncipe e governante deste mundo.
Ele disse: Arrependam-se, pois o reino dos céus é chegado. 
Por isso precisamos sair deste mundo. Isto não é sobre fazer coisas certas ou erradas, é a respeito do 

poder de Satanás sobre nós e sobre o viver para Cristo. 
É sobre fazer a escolha certa: Quero ser servo de Deus ou quero ser servo do demônio?
Escolhendo ser servos de Deus, devemos morrer para o pecado e renascer com Cristo.
Nova pessoa, ligada no trono da glória.
Lembremo-nos disso em nossas igrejas, lembremos os fiéis sobre isso em nossas pregações.
Deus é espírito e faz-se necessário adorá-lo em espírito e em verdade. A adoração de alma, de coração, de fé e obras de caridade e amor. 
Nada de imagens, anéis, flores, etc, etc, etc.
Nada de sincretismos, ou nos transformaremos numa cópia da prostituta, a igreja católica, a que desvia o povo do reino de Deus.
A continuar com sincretismos nas igrejas evangélicas, brevemente estarão vendendo santinhos e imagens de Jesus aos fiéis.
Glórias a Deus (Pai, Filho e Espírito Santo). Aleluias à sua Palavra.

Somos filhos do Deus vivo e presente, o qual habita em nossos corações.
E de lá ninguém pode arrancá-lo.
Aleluias.

Persistam na fé e nas obras de boas ações ao próximo. Grande será vosso galardão.


Que o Senhor vos ilumine e dê sabedoria.

Missionário Virtual Geraldo de Deus   2014 abril 17.

Continuar Lendo

SUBMISSÃO


Jó 1:11 - Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face.

Murmuração e blasfêmia, dois caminhos que levam ao abismo das trevas eternas.
Adorar e louvar ao nosso Deus nos momentos de bonança e alegria é o comportamento natural  e corriqueiro.
Mas, louvar e adorar ao nosso Deus nos momentos de tristeza e aflição,  é só para os verdadeiros adoradores.
Quem busca em Cristo somente a riqueza material e a prosperidade, não é um filho de Deus, apenas um equivocado, o famoso joio que infesta a seara do Senhor. São abominações para Deus, agindo como irracionais perante o Criador onipotente e eterno.
Enquanto os ventos forem favoráveis, enquanto a riqueza material e toda forma de boa vida estiver cercando o caminho deste homem, ele imitará um adorador. Porém, quando vier a primeira brisa, prenunciando a tempestade e as aflições próximas, esse equivocado se tornará um murmurador. Quando a tempestade e as aflições fustigarem-no, certamente         se  tornará um blasfemador.
O passo seguinte será  abandonar a igreja onde congrega, iniciando uma via sacra em todas as outras igrejas próximas.
Este acontecimento ocorre nas igrejas cristãs a todo o momento, infelizmente.  E muitos chegam a abandonar a doutrina de Cristo, voltando para o mundo das ilusões e     do pecado, que o levará à segunda morte. Morte espiritual.
   Jó 1:1 HAVIA um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal.

Jó foi  um homem justo diante de Deus e sofreu toda sorte de castigos por parte do Inimigo, autorizado por Deus, que pôs nele a fé em sua fidelidade.
Jó 1: 12 - E disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR.
Satanás então  atirou-se sobre Jó, impiedosamente, matou seus filhos, matou seus rebanhos, matou seus camelos, destruiu suas propriedades, depois tirou sua saúde e vigor e ainda fê-lo enfrentar a acusação de ser um pecador, por parte de seus amigos. Sua mulher, vendo tanta tragédia disse a ele que blasfemasse contra Deus.
Jó 2: 9 - Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre.
Jó 1: 20 - Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou.
 Jó passou por terrível deserto, mas saiu vitorioso.
 Jó 2: 10 - Porém ele lhe disse: Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios.
Tudo Jó sofreu, sem murmurar contra Deus nem blasfemar contra sua justiça.
Jó 1:21 - E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.
Depois de muito sofrimento, Jó conclui :
Jó 42: 1 - ENTÃO respondeu Jó ao SENHOR, dizendo:   
Jó 42: 2 - Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.
Jó 42:3 - Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia.
Jó 42: 4 - Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás.
Jó 42: 5 - Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos.
Jó 42:6 - Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza.
 Ele foi provado e aprovado diante do Todo Poderoso, para vergonha de Satanás.
Jó  se submeteu à vontade de Deus,  porque naquele sofrimento ele ganhou sabedoria,  teve avivada sua fé e alcançou a comunhão  com o Espírito de Deus. Seu conhecimento do Eterno Criador foi aumentado, ele já não tinha apenas a fé natural, mas a fé espiritual.
Jó 5:17 - Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus repreende; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso.
Jó entendeu que as coisas materiais são finitas, entendeu que anteriormente vivia mergulhado na vaidade e na soberba, embora o ignorasse.  Seu entendimento se abriu e ele entendeu a grandiosidade do poder de Deus, não somente sobre sua vida ou de seus iguais, mas a soberania de Deus sobre tudo o que criou,
Jó 9:4 - Ele é sábio de coração, e forte em poder; quem se endureceu contra ele, e teve paz?
e que a alma pode ser imortal se alcançar a salvação.
Jó 13:16 - Também ele será a minha salvação; porém o hipócrita não virá perante ele.
e
Jó 23: 10 - Porém ele sabe o meu caminho; provando-me ele, sairei como o ouro.

Os historiadores acreditam que Jó tenha vivido num tempo próximo a Abraão, no início da formação do povo de Deus e, nos impressiona que ele tenha tanto conhecimento do Deus vivo, num tempo onde a idolatria imperava.
O que devemos assimilar dos fatos ali descritos, é que o homem deve se submeter à vontade e ao poder supremo de Deus. Ninguém pode contender com o Criador onipotente e eterno. Não existe força que o enfrente.
Também que somente após passar pelo deserto e ter uma experiência com Deus o cristão adquire a sabedoria espiritual que vem de Deus e se fortalece, amadurece nessa experiência. Muitas vezes, nosso deserto é doloroso, mas se nos apegarmos ao nosso Jesus Cristo, mestre eterno, Ele nos levará pela mão, não nos abandonará. Ele nos dará forças para alcançar a vitória e, como Jó, usufruir das benesses de Deus para aqueles que perseveram em seus caminhos e na sua Palavra.
Deus não nos ensina com teorias, mas sim com a prática. Ele não nos diz apenas como devemos agir, Ele nos faz entender  sua vontade e sua justiça. Sendo submissos e mansos diante de Deus, o processo de aprendizagem  será menos doloroso.  Para os recalcitrantes, a dor atinge os ossos e a própria alma.
Aprendemos também em Jó, que os tesouros e bens materiais são ilusórios. Hoje temos a riqueza e o poder, amanhã estamos sem ela e sem ele.  E que quando estamos numa situação de dificuldade, mesmo nossos parentes e nossos amigos se tornam maus conselheiros e acusadores. Que somente Deus não nos abandona. Que somente Deus nos fortalece e nos guia. Somente Deus cuida de cada um de seus filhos, com amor e retidão.
Principalmente, que desafiar Deus ou querer contender com Ele é perda de tempo e caminho de perdição.
Deus é supremo. É Onipotente, é eterno.
Aleluias.
Jesus ensina: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.
Leia e medite na Palavra do Senhor, faça da bíblia sagrada seu manual e conselheiro de vida.
Tenha Jesus, o Cristo de Deus, como eterno e sublime mestre. O único que, através da ação do Espírito Santo estará te sustentando  e dando livramento  em todos os momentos, por todos os dias de sua vida, sem jamais o abandonar. Deus é FIEL. Será também Cristo o único advogado perante o Pai Eterno, no dia do julgamento, no Juízo Final.
Paz e vida.
Missionário Virtual  Geraldo de Deus     2014 abril, 11


                                                                                             


                                                                        
Continuar Lendo

MÍDIA - PODER DA





MATEUS 4: 4 -

 Ele, porém, respondendo, disse: 
Está escrito: Nem só de pão viverá o homem,
 mas de toda a palavra que sai 
da boca de Deus.



Caros irmãos em Cristo,

Existe um vazio que está crescendo no mundo.
O vazio espiritual denominado modernidade.
Em nome da modernidade as pessoas estão se distanciando da presença de Deus, estão se afastando da espiritualidade de nosso mestre Jesus Cristo.
Ser moderno significa estar com a mente ocupada pela televisão, pelos noticiários sensacionalistas, estar conectado à rede mundial (internet), pertencer a alguma comunidade em rede, participar de salas de bate papo cheias de pornografia,  pertencer a alguma “tribo”(punk, gótico, etc.), ocupar o tempo vago em alguma academia para malhar ou ficar matando o tempo no shopping, acompanhar os campeonatos esportivos, ser tiete de algum artista em destaque, participar de realyte  shows... E dessa maneira o tempo vai se escoando sem as pessoas terem um encontro com Deus.
A vida real se torna uma existência virtual.
A população em geral está plugada, mas sem cultura, sem referências, agindo como massa de manobra.
Na época do império romano os governantes manipulavam o povo com pão e circo (as lutas nas arenas, com gladiadores e feras).  No Brasil dos anos 70 em diante, o futebol foi usado para manipular as massas: “Somos tricampeões mundiais”, - dizíamos orgulhosos, como se fôssemos a nação mais poderosa da terra.
Naqueles tempos, quando poucos lares tinham televisor, (e em  preto e branco), não era fácil para os governantes manipularem o povo.
Mas, com a popularização da TV,  dos computadores, da telefonia móvel e a  criação da INTERNET, tudo mudou.
Hoje, quem domina a mídia manobra as mentes de todo o povo.  As pessoas não têm tempo para pensar, para meditar nos acontecimentos. Engolem sem questionar qualquer doutrina, qualquer costume, qualquer produto que deva ser comprado, qualquer moda para se vestir, qualquer maneira de se comportar, qualquer ídolo lançado pela mídia, e vai por aí afora.
Porém, e isso deve incomodar bastante aos donos do poder, existem certos grupos que não se encaixam nesse contexto, certos grupos religiosos, como os evangélicos, que teimam em não agir como robôs sem mente e sem propósito.
A mídia está tornando o povo está cada vez mais inculto e ignorante, sem valores, sem referências.  A mídia arrasta as pessoas para longe de Deus, cegando-os espiritualmente, pregando o consumismo, a liberação sexual exagerada,  a ingestão de álcool e drogas como corriqueiros, o roubo e o assassinato como algo normal, a rebeldia dos jovens como razoável e sem solução, a dissolução das famílias como inevitável, a idolatria como algo desejável e o dinheiro como o deus que dá felicidade e realização pessoal.
Estamos vivendo tempos de discrepâncias, onde as pessoas ganham mais dinheiro, mas onde também as tragédias causadas pelas drogas e pela violência fazem a população de reféns.  Onde a angústia se torna ansiedade e esta em  depressão, que mata muitos.                           .
No Brasil, o crime organizado leva o caos a cada lar, tirando o sossego e a paz das pessoas.  O latrocínio (roubo seguido de assassinato) está se alastrando, a vida dos trabalhadores honestos não tem mais valor.  O cidadão honesto e trabalhador não pode ter uma arma em seu poder nem em seu lar, mas os bandidos portam armamentos pesados, até mais poderosos que da polícia. A legislação criminal não amedronta a bandidagem, sendo que a polícia prende os bandidos,  mas a justiça os solta em seguida.
Estamos testemunhando o crime dominar a sociedade e esta naufragar num mar de insegurança e impunidade. 
Quanto mais os governantes gastam com equipamentos, armamentos e policiais, menos segurança a sociedade tem.  A corrupção e a conivência ligam bandidos e policiais, e estes aos políticos desonestos.
Criaram o “Estatuto da Criança e do Adolescente” com tamanha incompetência, que os pais e professores hoje são reféns dos menores de idade.  Como eles não podem responder por seus atos, são aliciados, muitas vezes à força, pelos chefes das gangues, que os usam para venda de droga e outras atividades criminosas.
Os ‘menores de idade’ do Brasil do século XXI  estão acima da autoridade dos pais e dos mestres, mas jogados nas mãos de bandidos e criminosos, que o utilizam para seus crimes, certos da impunidade burra que impera em nosso país.
Nunca se imaginou uma legislação tão perversa e de tanta má fé como essa que estamos tendo que aceitar.
Onde estão os defensores dos direitos humanos que não elevam suas vozes para defender nossas crianças e adolescentes,  onde estão os organismos internacionais que não agem contra essa destruição de nosso futuro como nação?
Aliado a isto, temos um sistema de ensino “fundamental”, que deveria ser taxado como afundamental,  ou seja, que afunda as mentes dos estudantes até que eles se afoguem na total ignorância.
Como uma sociedade bem informada,  todos sabemos destas coisas, mas como sociedade conformada, ficamos todos calados, sem ação.
O caos está dominando nosso dia a dia.
Mas, como me referi anteriormente, embora a maioria da população não tenha tempo para pensar e reagir a esta situação horrível, que está destruindo as famílias brasileiras pela perda de seus valores, quais seriam disciplina, respeito e temor a Deus, existem parcelas da sociedade, envolvidas no evangelho de Cristo que não se moldam a este quadro.
Ainda bem.
Não que os evangélicos estejam fazendo manifestações nas ruas, nem tramando a derrubada do poder, nada disso, apenas que, sendo orientados pela Palavra de Deus, conservam em seus corações, em seus lares e no seu modo de agir os valores tradicionais que Deus exige de seus filhos.
O homem e a mulher de Deus, vivendo sob o evangelho de Cristo, conservam seus lares  e seus filhos na obediência aos valores cristãos. Não se rendem à ditadura da mídia dominante.
Valorizam a convivência familiar, o respeito dentro do lar, a autoridade dos pais sobre os filhos, a fidelidade entre o casal,  a decência no falar e no agir, tanto na igreja quanto em casa, na rua ou no trabalho.
E, principalmente, conservam o temor ao Deus Criador de todas  as coisas, Jeová, o Senhor dos Exércitos, o grande e onipotente EUSOU.
Adoram Jesus Cristo e agem conforme seus ensinamentos, em amor e perdão, em caridade para com o próximo.
Conservam a pureza em seus corações para não afugentarem o Espírito Santo, que ali habita.
Os crentes não são massa de manobra de políticos nem de governantes, porque seu rei é Jesus Cristo e a sua lei é a lei de Deus.
Os crentes são a luz do mundo e o sal da terra.
Então, irmãos em Cristo, não sejam conformados com os deuses deste nosso tempo, não achem normal tudo o que está acontecendo.
Não podemos perder nossas referências, não podemos nos distanciar de Jesus Cristo, nosso eterno mestre e salvador, nem de sua PALAVRA.
Não existem crentes modernos. Crentes são conservadores.
Não existem crentes coniventes com o mundo material. Crentes são firmados na Palavra de Deus e não nas doutrinas e modismos dos homens.
Quem ama as coisas do mundo não agrada a Deus.
Temos que ser mais espiritualizados e menos materialistas.
Nosso Deus é o mesmo de ontem e será o mesmo amanhã.
Deus não muda,  sua Palavra não muda.
Vigiai e Orai para que não sejais confundidos.

O alvo do cristão deve ser a conquista do Reino de Deus, a salvação da sua alma.  Este mundo é uma breve estação de embarque para a eternidade.
Existem duas opções de destino: céu ou inferno.  Vida eterna ou Morte eterna.
O QUE VOCÊ ESCOLHE?  QUAL O DESTINO VOCÊ ESTÁ BUSCANDO?
Oremos pelos pecadores e sejamos persistentes em levar as boas novas do reino de Deus para este mundo de trevas. Temos que levar ordem e luz ao caos e às trevas.
Aleluias.
Paz do Senhor

Missionário Virtual  Geraldo de Deus     2014 abril,  13

CURIOSIDADE
Estados Unidos[
Nos Estados Unidos, a Primeira Emenda garante um direito relativamente ilimitado de liberdade de expressão, embora alguns estados ainda tenham leis de blasfêmia.
O Capítulo 272 do livro de Leis Gerais do estado de Massachusetts, por exemplo, diz:
"Seção 36. Quem intencionalmente blasfema o Santo Nome de Deus negando, amaldiçoando ou desrespeitosamente reprovando a Deus, sua Criação, Governo ou Objetivos, ou amaldiçoando ou desrespeitosamente reprovando para Jesus Cristo ou o Espírito Santo, ou amaldiçoando ou desrespeitosamente repreendendo ou expondo seu desprezo e ridicularizando a Divina Palavra de Deus contida nas Escrituras Sagradas, será castigado com prisão em regime fechado de não mais de um ano ou com uma multa de não mais de trezentos dólares, admitindo-se o perdão para acusados de bom comportamento.
A história dos estatutos de blasfêmia de Maryland sugere que até os anos 30 a Primeira Emenda não era obstáculo à aprovação de tais leis nos estados. Uma codificação de estatutos de Maryland em 1879 proibiu blasfêmia:
Questão em aberto: Se essa lei existisse no Brasil, o que mudaria?

Continuar Lendo